RAMBO, O DESCANSO DO HERÓI



    Depois de sua jornada, Rambo fecha o ciclo,  o herói finalmente retorna ao lar, para enfim, descansar em paz, reencontra seu pai, sua mãe. Acima, ele posando com sua mãe, numa foto familiar, a pedido de uma fã. Com sua faca serrilhada da sorte, Rambo estava ensinando sua mãe atirar com uma M-16, pois, a M-60 (metralhadora da foto acima) é muito pesada pra mãe dele segurar. Na verdade, Rambo, Programado Para Matar, foi um dos primeiros filmes a expor visceralmente o drama dos veteranos da guerra do Vietnã, isto é bem claro, nas cenas de estresse pós-traumático, na quais vêm à tona, as torturas que Rambo sofreu, na mão dos Vietnamitas do Norte (Vietcongues). Existe um final alternativo, inclusive, está no Youtube. Rambo e inspirado na obra de David Morrell chamada: First Blood, o livro fez grande sucesso, apesar de ser considerado violento, a indústria do cinema percebeu, que a possibilidade de adaptação da obra literária para o cinema era muito viável, algumas tentativas de roteiros foram feitas, e diversos atores cotados para o papel entre eles:  Al Pacino; John Travolta; Robert De Niro; Dustin Hoffman; entre outros. Mas, foi graças ao envolvimento de Sylvester Stallone no projeto, e suas alterações no roteiro do filme, que ele viria a protagonizar, que Rambo foi o sucesso que foi. Ao contrário do Rambo da obra de  David Morrell, que suicida-se no final, aliás, eu vi o final alternativo, é achei muito deprimente. Stallone não compartilha desta tese, e insisti que o herói viva no final, o estranho é que o ponto de vista de Stallone, o qual é aceito, faz o ator Kirk Douglas desistir de interpretar o Coronel Trautman, quem perdeu foi Kirk Douglas, inclusive financeiramente, não participando das sequências da franquia, e perdendo a oportunidade de ter mantido sua fama, com a geração dos anos 80. Se resta alguma dúvida, pergunte para alguém com 30 anos se ele sabe, quem foi o General Trautman, não foi só isto que kirk Douglas perdeu, ele também perdeu a oportunidade de ser imortalizado na forma de um brinquedo, a linha de brinquedos baseada no desenho animado:  Rambo, A Força da Liberdade, foi lançada aqui. Você deve estar se perguntando, quem foi este ator prepotente, que queria mandar no final do filme,  Kirk Douglas protagonizou e produziu o filme "Spartacus", que foi dirigido por Stanley Kubrick. Dizem, que anos depois ao encontrar Stallone num evento, Kirk Douglas teria dito: " O filme ficou menos artístico, e você mais milionário". Reconhecendo a decisão acertada de Stallone, de não matar (suicidar) Rambo no final, e o estrondoso sucesso da franquia,  que foi a sequência: Rambo II, A Missão. Uma das sequências de maior sucesso da história do cinema. O ator, Lee Marvin, recusou o papel de Coronel Trautman,  o ator Rock Hudson precisou ser submetido a uma cirurgia cardíaca de emergência. Coube, então, ao ator Richard Crenna, interpretar magistralmente, o Coronel Trautman, sem dúvida seu papel mais marcante, e famoso. Coronel Trautman, era na verdade, a única pessoa no mundo, que Rambo confiava, e único que tinha algum tipo de influência sobre Rambo. Não desmerecendo a carreira do monstro sagrado de Hollywood, Kirk Douglas, não dá para imaginar outro Coronel Trautman, sem ser o saudoso Richard Crenna, nem imaginar outro Senhor Miyagi, sem ser o Noriyuki "Pat" Morita. Não se fazem mais heróis como nos anos 80. O filho de Kirk Douglas, Michael Kirk Douglas, também é ator: "Um Dia de Fúria" ( Quando ele desconta toda sua raiva, por seu pai não ter sido o Coronel Trautman, brincadeira); "Wall Street - Poder e Cobiça", filme no qual atua também: Martin Sheen, e Charlie Sheen, pai e filho na vida real.