MONTANHA-RUSSA

    Somos uma raça estranha, pagamos para sentirmos medo, assistimos filmes de terror para sentirmos medo. Fora todos os esportes radicais, a tal adrenalina. Claro, em doses controladas, o medo causa excitação para algumas pessoas. Facilmente podemos diferenciá-las, os que deleitam-se na montanha-russa vão com os braços para cima, os que arrependeram-se de ter ido, ou tem muito medo, seguram-se firmemente aos acentos, e suas faces deformam-se, como quem é surpreendido pelo Jason com um machado na mão em plena Sexta-Feira 13. Aliás, por que as pessoas levantam os braços nas descidas da montanha russa?. Seria para aumentar a sensação de queda livre?. Parques de diversões, eu estava outro dia vendo um post, eram sobre alguns parques de diversões abandonados, pelo mundo, por algum motivo, faliram. Lembro quando fui no Enterprise do Playcenter, além de ter ido duas vezes na monta-russa, fui 5 vezes no Enterprise, apostos dentro da cabine, tocava a buzina então começava girando na horizontal, e ia inclinando até ficar igual uma roda gigante, a diferença era que a gôndola era fixa, você girava de cabeça para baixo. Os metais rangendo, aquela baita gritaria. Se você procurar no Youtube, num dos vídeos tem a Xuxa indo nele, claro que ela estava disfarçada com uma peruca preta. Tem também outro famoso parque de diversões, o Hopi Hari. Claro não poderia deixar de citar o Beto Carreiro World, o maior parque temático da  América Latina.