VESTIBULAR NO EGITO, MUITO MAIS DIFÍCIL

    A escrita egípcia usava cerca de 7000 sinais hieroglíficos, isto foi um dos motivos que fizeram-na desaparecer, um alfabeto com tal quantidade de "letras" dificultou muito a continuidade da escrita, que  ainda assim durou por cerca de 3000 anos, com as sucessivas invasões, a escrita foi modificando-se, assimilando novos elementos, o que contribuiu para que ela desaparecesse, a linguagem grega e latina catalizaram esta morte, embora o latim também seja considerado uma língua morta, ainda ressuscita em ritos religiosos Católicos, e também no jurídico, Ad exemplus (por exemplo): Idem (o mesmo); Versus (contra). também o fato do Cristianismo proibir o Politeísmo (adoração de vários Deuses). A escrita egípcia era considerada sagrada, somente o sacerdote, integrantes da realeza e os escribas podiam escrevê-la, e lê-la. Imagine o vestibular egípcio para escribas, primeiro teria que decifrar a pergunta, o que já tomaria um considerável tempo, este por exemplo foi reprovado na prova para cursar a faculdade de escribas, tentará passar no vestibular egípcio, no próximo ano.