COMO (NÃO) ESTUDAR PARA PROVAS


    Das técnicas de memorização, ou técnicas mnemônicas, esta é a menos recomendável. Cada vez mais os exames tem exigido menos decoreba e mais inteligência, macetes, musiquinhas para lembrar, memória associativa, são muitas as técnicas. Até o método de aferição de notas, ou correção das provas podem ser mudado, um sistema que vai dificultar muito a vida dos que gostam de chutar as resposta terá como base um raciocínio simples, se alguém acertou uma questão complexa, e errou uma simples, obviamente é porque  a questão difícil foi chutada. Então, o elemento chutometro, seria menos decisivo nas provas, na verdade quase nulo.