A Arte de Keira Rathbone, Usando Máquina de Datilografia





    No passado as máquinas de datilografia foram importantíssimas, todo documento oficial era datilografado, fazer um curso de datilografia era como hoje ter um curso de informática, dada a importância. Com a chegada dos computadores as máquinas de datilografia foram aposentadas, virando peças de museu. Porém a artista britânica, Keira Rathbone, coleciona-as, fazendo destas máquinas obsoletas, um instrumento para sua refinada arte, com muita paciência ela vai "desenhando" formas figurativas, usando letras, símbolos, conforme o efeito que deseja dar. Ela datilografa, ao invés de digitar, mas, há uma vantagem, na comparação com o computador, ela não precisa imprimir sua arte, porque, já sai impressa na folha, conforme ela vai datilografando. Impressionante, requer uma paciência de monge, mas, para o artista não importa o trabalho, e sim a satisfação de ver o resultado final na obra de arte.