Os Beatles e O Senhor dos Anéis

    Os Beatles queriam estrelar na adaptação para o cinema da obra: O Senhor dos Anéis. Eles queriam Stanley Kubrick como diretor. Kubrick, foi um dos maiores cineastas de todos os tempos. Alguns dos seus filmes mais conhecidos são: "2001 - Uma Odisseia no Espaço"; "Laranja Mecânica"; "O Iluminado"; etc. Quando os direitos do Senhor dos Anéis foram vendidos para a United Artists, os Beatles tentaram aproveitar a oportunidade para fazer uma adaptação para o cinema. O Senhor dos Anéis foi um enorme sucesso  com o movimento de liberdade dos anos 60. Fazia sentido que os Beatles tivessem interesse num projeto como este. Porém, Stanley Kubrick fê-los desistir. Para ele, as histórias eram impossíveis de serem adaptadas para o cinema. Na verdade, os únicos projetos baseados nos direitos adquiridos, foram por um longo tempo, alguns medíocres filmes de animação. Até que, Peter Jackson, realizou as atuais versões dos anos 2000.  Peter Jackson, disse depois, que Tolkien tinha sido contra a ideia dos Beatles estarem envolvidos com tal projeto. De fato, Tolkien era um grande protetor de sua propriedade intelectual. Ele teria criado uma cláusula contratual que proibia a Disney de estar envolvida na criação de qualquer filme baseado em suas obras. Só com o advento da computação gráfica foi possível adaptar o Senhor dos Anéis para o cinema, obviamente não foram apenas os efeitos que fizeram da trilogia um estrondoso sucesso mundial. Eu sou muito fã dos Beatles, então,  minha opinião é tendenciosa, nesse ponto. Estou certo que os fãs do quarteto de Liverpool não ficariam tristes em poder ver um Senhor dos Anéis protagonizado por eles, com certeza o filme seria Cult, hoje em dia. Isto não teria atrapalhado em nada a realização da trilogia do ano 2000, realizada primorosamente por Peter Jackson. Os fãs do Senhor dos Anéis, e fãs dos Beatles só teriam a ganhar, está certo que hoje poderíamos até assistir a versão Beatles do Senhor dos Anéis, com um viés lúdico, de como ver o filme contextualizado nos anos 60. Foi uma pena Stanley Kubrick não ter viabilizado este projeto.  É verdade que na época poderia ter se transformado noutro "Magical Mystery Tour", um filme dos Beatles para a televisão, que foi muito criticado na época, e mesmo sendo considerado um fracasso, mas, hoje um filme Cult. Tem um ponto no qual Tolkien e kubrick são idênticos, eles tinham um imenso ciúmes por suas obras. Quando Stanley Kubrick finalizou 2001 - Uma Odisseia No Espaço (este é um dos filmes que eu mais admiro), ele ordenou que todas as maquetes do filme fosse destruídas, para que não fossem reaproveitadas em qualquer outro filme, posteriormente. Uma curiosidade,  Ringo Starr tem este apelido devido aos vários anéis que usava.