SÍNDROME DE DIÓGENES, OU UM PORCO MESMO


    Parece que o cara estava com o saco cheio de tudo, mandou o patrão para os quintos, pegou o carro e fez a rota 66, e tudo que ia sendo consumido, ele jogava no banco de trás. Ele saiu sem destino, para encontrar o sentido da vida, ou um sentido para a própria existência. Pelo modelo do carro, ele tem família, com certeza deixou a família para trás, não acredito que eles estejam ali soterrados no meio de tanta porcaria. Ele pode sofrer da Síndrome de Diógenes, colecionistas (não confunda com colecionadores) que guardam todo tipo de porcaria imprestável, se for esse o caso na foto acima vemos o resultado de um aficionado por carros com síndrome de diógenes. Há uma terceira hipótese, o cara é um porco relaxado, que transformou o carro num verdadeiro chiqueiro. Se for pra ter um TOC, que seja de limpeza, dos males o menor, melhor pecar pela limpeza do que pela porquice. Não seria melhor um garçom que lava a mão 10 vezes, do que um que sai do banheiro e nem lava a mão?.