Novo Método Contraceptivo, o Essure, Agora Disponível no Brasil

Foto: Divulgação

    Desde a antiguidade foram tentados meios de evitar-se a gravidez indesejada, há registros do uso de um tipo rudimentar de camisinha feita de tripa de carneiro. Com o avanço surgiram as camisinhas de látex; a camisinha feminina; o DIU (dispositivo intrauterino); contracepção hormonal via injeção, ou via oral: pílula; implantes, espermicida, contracepção cirúrgica. Os métodos irreversíveis são: a laqueadura de trompas para a mulher e vasectomia, para os homens. Os outros são temporários, podendo haver a concepção assim que que suspensos. Há estudos sobre uma possível pílula anticoncepcional masculina, para o futuro. Somente o médico pode indicar qual o melhor método de anticoncepcional a ser usado, tanto o reversível, como o irreversível. A camisinha masculina pode ser usada sem precisar de consulta médica, além da gravidez. previne contra Aids, e doenças sexualmente transmissíveis: as DST. Há um novo método disponível agora no Brasil, chama-se: Essure (laqueadura por histeroscopia), um microimplante de molas de 4 cm, feitas de titânio e níquel, são introduzidas através da vagina em cada uma das tubas uterinas, por um equipamento bem fino chamado: histeroscópio. Não há cortes, nem internação, a colocação pode ser realizada em ambulatório, durando entre 10 e 15 minutos. Após o precedimento é necessário usar um método contraceptivo apenas nos 3 primeiros meses, este é o tempo no qual se criará a barreira natural que impedirá o encontro entre o espermatozoide e o óvulo. Este método é irreversível, se a mulher quiser engravidar depois de fazê-lo, terá de recorrer a inseminação artificial. A charge do post mostra que num passado houve a tentativa de espantar a cegonha, mas, funcionava por um certo tempo, o dia que o casal dormia, ou distraia-se, a cegonha entregava a encomenda. A sementinha e o pé de repolho, também sofreram algum tipo de sabotagem no passado, mas, nem sempre com sucesso. A foto do post mostra a minimola feita de titânio e níquel materiais bem aceitos pelo organismo humano.