Escritório Quase Móvel

    Mesa de trabalho, escrivaninha, algumas são imponentes, caras, feitas de madeira nobre, outras com parte de madeira e alumínio, ou ferro, esta do post, é sem dúvida, imponente e original, dá para imaginar a surpresa de um candidato a uma vaga de emprego, na hora da entrevista, ele corre o risco de ser "atropelado" metaforicamente, não pela metade estática do carro, mas, pela surpresa, durante a entrevista. Ao pedir para o pessoal da limpeza limpar a escrivaninha, não pode deixar de pedir para encerar também. Se não dá para viajar realmente, neste carrovaninha, pelo menos dá para sonhar acordado, com o final de semana, também, dá para sentir alegria por não ter que pagar IPVA, nem todos os outros gastos com manutenção, que um veículo exige, não ter que abastecê-lo. O lado negativo, é que algum funcionário insatisfeito, ou que foi maltratado, pode vingar-se riscando a escrivaninha, neste caso, o efeito do risco, é bem mais drástico, do que o feito numa escrivaninha, pois, o efeito psicológico é exatamente o mesmo de um carro real, porque, mesmo sendo metade de um carro, continua sendo um carro, pintura riscada, é riscada, não importa, se o carro anda ou não, está inteiro, ou pela metade. Não se pode ir ao Drive-Thru, mas, pode-se pedir Delivery, para espanto do entregador. Com certeza, este cara deve ter uma escravinha com motor na  casa dele, para curtir aos fins de semana. Dá para imaginar as trollagens, que são feitas neste escritório, alguém que nunca esteve no local, procurando a pessoa do post. Então, um funcionário diz: "Ele está no carro dele". Então, vão procurá-lo no estacionamento, ou na calçada perto da empresa. Depois de não achá-lo, obviamente, outro funcionário diz: "O carro dele fica ali, no escritório". Só entrando na sala, deparando-se com o escritocarro, que a pessoa, finalmente, compreende. Com certeza, as pessoas têm estas ideias excêntricas, para tirar os outros daquele mundo linear, óbvio e chato, claro, elas também querem sair da mesmice, deste mesmo mundo e, por algum tempo, conseguem, observando, as expressões atônitas, daqueles acostumados a esperar exatamente a mesma coisa. Demonstrando que o surreal pode acontecer, porque, a última coisa que esperamos ver dentro de um escritório é um carro, nem sequer a metade de um, podemos esperar ver uma miniatura,  é verdade, até um poster na parede, mas,  não um carro em escala real, ou metade dele em escala real. Quem já viu um escrivaninha, não viu todas, certamente não uma igual a esta.