Guarda-Chuva Ninja, Esqueça-o, Se Puder

    Com a chegada da primavera-verão, aquela chuva de fim de tarde, ou a popular chuva de verão, chega também. Entra em cena um velho conhecido, o guarda-chuva, indispensável, mas, muito chato de carregar e fácil de esquecer nos lugares, principalmente, depois que a chuva passa. Falando nisso, guarda-chuva é um dos itens records em esquecimento no metrô de São Paulo, mas, tem cada coisa que foi esquecida, que até Deus duvida, desde muletas, dentaduras e os mais insólitos objetos imaginados. Uma outra coisa chata, é ficar segurando o guarda-chuva. O designer do guarda-chuva com seu ponto de interrogação, que tem a função de servir para ser pendurado no braço, ou em algum suporte. Mas, ninguém vai usar o guarda-chuva pendurado no braço, depois de chegar num lugar, principalmente molhado. Pendurá-lo num lugar, só para ser esquecido, é o que quase sempre ocorre, a pessoa só lembrará que esqueceu, quando tiver chegado em casa. Fica feliz que parou de chover, mas,  se esquece do guarda-chuva que trouxe. Então, foi inventado o guarda-chuva ninja, prático, estiloso, designer moderno, mas, o que mais impressiona, é como ele é guardado, quando não está em uso, tal como uma espada ninja. Some o ponto de interrogação, o cabo transforma-se num cabo de espada ninja, há uma bainha, com uma correia na frente, para prendê-la. Infelizmente eu não sei a origem do guarda-chuva, suponho que seja do Japão. Uma outra vantagem do guarda-chuva ninja, é que você chegou com ele num lugar e volta com ele, não tem como esquecê-lo num lugar. Guarda-chuva ninja, inesquecível.