Não Chorar Pelo Leite Derramado

    Todos nós já passamos por esta desagradável experiência, você coloca o leite para ferver, fica olhando, basta um milésimo de segundo de distração para ferver, transbordar, apagar a boca do fogão e o gás continuar perigosamente escapando. Justo no milésimo de segundo que deixamos de olhar, como se a caneca, o leite, e o foão, juntos, conspirassem, o pior, fica um cheiro de leite queimado e o trabalho chato de limpar o fogão, desentupir os orifícios da boca. O que parece uma conspiração, é nosso cálculo errado, em fez de ir fazer algo rápido, decidimos ir quando já se passou um intervalo de tempo, e a fervura acontecerá, logo depois que sairmos de perto do fogão. Acompanhar a fervura com intervalos bem regulares, enquanto se está fazendo outra coisa na cozinha ajuda, mas, nossa percepção do tempo, é muito relativa. Vamos acumulando variáveis, aumentando o perigo, fazer um lanche enquanto o leite está no fogo, dar um olhada rápida na televisão, pensar um pouco na vida em frente ao fogão. Algumas vezes, envolve mesmo um grande perigo, cometemos a imprudência de correr para tentar virar o botão, para desligar o fogo, evitando que transborde, pelo menos tentando, estilo Missão Impossível. Quando conseguimos, pensamos: "Venci!". O correto é desligar a boca com calma, evitando de bater na caneca e se queimar com o leite fervendo, aliás, queimadura com leite fervendo dói terrivelmente. Apesar de todas as explicações, ponto de fervura, etc, fica sempre aquela sensação de que foi de propósito, no exato segundo de olhar para o lado. Depois, não adianta chorar pelo leite derramado. Sensação parecida, é aquela de quando vamos acender a luz, parecendo que apertamos o interruptor no tempo errado, a luz dá aquela piscada forte, pronto, já queimou. A resistência do chuveiro escolhe para queimar, justamente, quando estamos ensaboados, bem no meio do banho, de repente, água fica fria, no verão, dá pra continuar, terminar o banho, mas, quando acontece em pleno inverno, à noite, é pra se irritar mesmo. A resistência tem um tempo útil de vida, sabemos disto, mas, porque ela não queima nos 15 segundos, depois do chuveiro estar ligado, por que precisa ser no meio do banho. Por mais otimistas que sejamos, são nestes momentos que uma das leis de Leis de Murphy diz: "1. Se alguma coisa pode dar errado, dará. E mais, dará errado da pior maneira, no pior momento e de modo que cause o maior dano possível".