Protetor Solar, Para Não Pipocar Na Praia

    As ruivas e loiras naturais, aqueles que possuem sardas, olhos e peles claras precisam tomar cuidado redobrado com a exposição ao Sol, e o câncer de pele. Primavera/Verão e bronzeamento são uma associação quase inconsciente, mas, as peles sensíveis não aceitam esta associação, porque queimam, mas, não bronzeiam.  Muitas pessoas têm o desejo de bronzear a pele, porém, não é o caso de querer é poder, neste caso, querer tem a ver com a melanina. Todos já vimos o resultado de uma exposição de pele sensível sem protetor solar, virar pimentão, ou camarão. Se para os humanos o fator de proteção deve ser no mínimo 15, para as espigas de milho, deve ser 100, para nossa pele o prejuízo pode ser queimadura, câncer de pele, pelo efeito cumulativo dos raios do Sol, para as espigas de milho as cascas estouram e viram pipoca. Para as espigas de milho não há nada no mundo que combine com pipoca nem cinema. Pode ter sido este um dos motivos do Visconde de Sabugosa não curtir muito a praia, embora, se estourasse suas cascas, Tia Nastácia providenciaria outra espiga, já que a cabeça, braços e pernas eram reaproveitados, no caso do Visconde. A espiga de milho, que não usou protetor solar fator 100, teve parte do milho estourado em pipoca e se debulhou em lágrimas, devia ter ouvido sua amiga espiga.