Carro Na Varanda, Acredite Se Quiser


       Carro na garagem é muito nonsense, então, aparece um na varanda, pode muito bem ser uma obra-prima  do Photoshop, inclusive, os detalhes do reflexo.  Caso seja real, é uma excentricidade, poderia ter sido colocado ali por um guindaste, seja como for, é um cenário surreal, aparecendo muito mais que uma melancia no pescoço. Seria saudade de morar numa casa térrea, onde se pode ver o automóvel estacionado em frente a casa. Colocar esse carro à venda não seria difícil, mas, retirá-lo de lá, já seria outra história, com certeza, deveria haver um abatimento referente ao preço do guindaste usado para colocá-lo de volta no chão. O que levou o dono a tal ideia original, excêntrica, mas, desde quando, relógios que derretem precisam ser explicados ou elefantes voando.  O carro foi estacionado, colocado para ser visto. Exposto como instalação artística, nas alturas. Embora esteja ao ar livre, o conceito de liberdade, a ideia de deslocamento foi frustrada, não há por onde descer nem para onde ir, o carro está igual o Rambo encurralado naquele penhasco, mas sem poder pular na água. Faz até lembrar o conceito de teletransporte, no qual o destino da teletransportação foi errado por algumas dezenas de metros. O carro na varanda incomoda, a intenção é essa mesmo, mexe com o senso comum, com a lógica. Seguramente, esse carro, tendo seguro ou não, é a prova de furto.