As Calças Plantas ou Plantas Calças


       Eu já vi a calça jeans virando bolsa, porta-treco, etc.  Mas virando vaso nunca tinha visto. A calça jeans que nunca saiu de moda,  mostra que pode ser ecológica, literalmente,  numa espécie de vaso vivo, mas, estático, meio homem e mulher invisíveis, meio Adão feito da terra e Eva que não precisou de costela nem precisaram de folha de parreira, porque a partes pudendas já estão vestidas, a terra não virará carne. As bocas das pernas das calças costuradas, preenchidas com terra fertilizante, as plantas cresceram como um tipo de cabelo sem cabeça, quando aguadas ou quando a chuva cair, parecerá que tomaram aquela chuva  chata que nos pega sempre desprevenidos.  Elas parecem que estão plantadas lá, na verdade estão, como também serviram para plantas plantadas nelas. Parecem observar alguém ou algo. A visão de quem esteja no interior da moradia deve ser muito esquisita, é como ser observado por pessoas só da cintura para baixo, observadores sem cabeça, sem olhos. A mesma cena, vista a noite, não parece tão tranquilizadora como observar um  bonsai, o que tem de perturbador, é a mesma sensação de quando éramos bem pequenos e a porta do guarda-roupa ficava aberta, com ternos e roupas penduradas, como se estivessem vestidos em alguém invisível, num relance de olhar como se fossem pessoas ali. A outra sensação latente é que em algum momento, principalmente de noite,  quando o morador olhá-las, rapidamente, perceberá que há um ou duas faltando. Elas parecem confabular, conspirar. Lembram muito espantalhos, mas, para espantar quem, curiosos, possíveis ladrões. As calças plantas ou plantas calças parecem também Gárgulas de Jeans que não são desaguadouros, mas  são aguadas . Os Jeans não irão mais para o varal, se é que já alguma vez lá estiveram , sofrerão o desgaste do tempo e da variação climática, se não houver uma telha,  a água das chuvas irá lentamente fazer a terra  ser levada, até o Jeans ir se dobrando sobre si mesmo, como um saco vazio que não para em pé ou perder a sustentação e se dobrar. As calças plantas poderão cair de joelhos perante as intempéries da natureza. Se o morador quiser confundir mais ainda quem por perto estiver passando, basta encostar nas grades pelo lado de dentro, parecerá que da cintura para baixo  a pessoa está de costas e da cintura para cima está de frente. Podem ser chamadas de vasos de pano, estátuas de meio corpo, estátuas de terra, pano e planta. São originais, surreais, perturbadoras. Uma instalação artística ao ar livre, mesmo que a intenção do autor não tenha sido essa.