Mesa Quebra-Cabeça


       Mesa quebra-cabeça, mais uma proeza do design moveleiro, muito funcional, prática. Quando não está sendo usada volta ao seu estado cubo. Caso não precise ser usada, muitos objetos podem ser guardados nos espaços, depois de encaixada, ainda  há um espaço no tampo da mesa que pode ser utilizado. Ela também poderia ser chamada de mesa psicotécnica, ou mesa teste de QI, seria um teste muito fácil, por sinal. Agora tudo se encaixa, qualquer um que se aproxime de um dos dois lados nos quais não aparecem o encaixe, tentará, em vão, levantar a tampa para ver o que há dentro desta suposta caixa, claro, o tampo que não é tampa, não cederá, mesmo porque, está grudado na base. Não chega a ser uma caixa de Pandora, mas, colocando-se um cubo mágico, também conhecido como cubo de Rubik, em cima dela estará pronta mais uma instalação artística. Eu não sei onde ela pode ser comprada, nem em qual lugar do mundo foi fabricada, por vezes, não se consegue saber a origem da foto. Geralmente, não se repara muito em mesa  e cadeiras porque estamos mais preocupados como o que vamos comer, do que onde sentamos, mais preocupados com a função prática e objetiva do conjunto de mesa e cadeiras.  No caso desse conjunto que se encaixa perfeitamente, pode-se colocar qualquer tipo de comida, mas não vai chamar muito a atenção.  Poucos lembrarão o tipo de comida que foi servido na mesa, mas, a mesa será lembrada e comentada, certamente. A mesa quebra-cabeças pode chamar a atenção de um outro tipo de admirador, mas, não de design moveleiro, e sim dos terríveis cupins. Eles são maquinas devoradoras de, praticamente, todo tipo de madeira, fazem um trabalho tão silencioso quanto danoso. Eles são insetos que não ligam nenhum pouco para design ou arte. Comem qualquer material feito de celulose. São capazes de fazer um furo, e não de reportagem, em livros, e revistas.