FIFA 14, Call of Duty: Ghosts

         Duas das mais famosas e rentáveis franquias de videogames: FIFA; Call of Duty. Por falar em Call of Duty, o Call of Duty: Ghosts inova e aproveita  o poder de processamento dos novos videogames ou o desejo de cenários mais e mais realistas pedem videogames com processadores mais poderosos. Na verdade, o que interessa é o grau de realismo que os gráficos têm alcançado, cenários mais próximos da realidade, usando a mesma tecnologia de captura de expressão facial e movimentos do corpo, a mesma usada em filmes como Avatar. O resultado  final, usando o novo motor gráfico, são expressões realistas, textura da pele, rugas, ou seja,  os estragos físicos e psicológicos de uma guerra. Há um trabalho de um fotógrafo que tirou fotos de soldados antes de irem para uma guerra e depois, quando retornavam, infelizmente, alguns não retornaram. O resultado é impressionante, se a presidência da república parece envelhecer as pessoas, o front de uma guerra faz estragos ainda maiores. A franquia  FIFA também faz enorme sucesso, diferentemente da guerra, o que acaba com os atletas de futebol são as lesões. Antigamente, as crianças fingiam que eram seus ídolos do futebol, hoje, elas podem, virtualmente, ser  os próprios craques. O FIFA 14 vem aí, alguns clubes Brasileiros já estão confirmados, outros ainda não. Corinthians e Santos já estão confirmados, uma pergunta pertinente é: O Avatar, ou melhor, o jogador do Neymar continuará no Santos ou vai para o Barcelona, o Barça?.  Neymar deixou um recado no vestiário: "Eu vou, mas eu volto" Voltar todos voltam, ou quase todos, afinal, a carreira de futebol, quase sempre, termina na Pátria Amada, Idolatrada, Salve! Salve!.  Neymar deixou esse recado estilo Exterminador do Futuro, Arnold Schwarzenegger, que recentemente esteve no Brasil, caso ainda estivesse por aqui, poderia dizer:  Hasta la vista, Neymar.  A Copa das Confederações e a Copa do Mundo estão aí, então, como o Coronel Trautman diria para o Rambo:  Neymar, seu país logo precisará de você!.