Harry Potter, Bruxo Advogado ou Advogado Bruxo.

        Essa foi a divulgação do fime: A Mulher de Preto (The Woman in Black), que estreou no Brasil, em Fevereiro de 2012. Protagonizado pelo eterno Harry Potter, Daniel Radcliffe interpreta o jovem advogado, Arthur Kipps, o qual perdeu sua esposa no parto, as visões da esposa, vestindo vestido de noiva, acabam atrapalhando seu rendimento na empresa de advocacia, onde trabalha. Arthur Kipps é designado para uma viagem a uma isolada aldeia, nos arredores da Inglaterra, onde a comunidade não fica nem um pouco feliz com a visita de estranhos nem estão interessados em que a aldeia vire um ponto turístico. O motivo da viagem é a classificação de papéis deixados na mansão, de uma cliente que acabara de falecer. A cena de Daniel Radcliffe, dentro do trem, logo no início do filme, parece um Déjà vu Harry Pottérico, dele indo para a Escola de Magia e Bruxaria de Hogwarts, não para estudar, mas sim dar aulas. Apesar dessa associação, o ator se empenha muito em seu papel e merece os méritos. O casamento entre mansões, fantasmas e Inglaterra sempre foi perfeito, a única infidelidade, nesse caso, é quanto ao roteiro não ser uma adaptação fidelíssima do livro de Susan Hill, que também virou uma peça de teatro representada por mais de vinte anos, no West End de Londres.  O motivo da viagem de Arthur Kipps será também uma prova de sua dedicação à empresa, assim como uma oportunidade de tentar lidar com sua dor pela perca da esposa. O chefe dele deixa isso bem claro, inclusive, depois de dar-lhe uma espinafrada, dizendo que o futuro dele, no escritório de advocacia, estava em jogo. Daqui para frente só assistindo ao filme, pois não vou revelar mais detalhes da trama e roteiro, o chamado spoiler. Para aqueles que estão acostumados com a narrativa machadiana, de começar pelo fim, não faria diferença. É um filme terror/suspense excelente, obviamente, depois do teatro, foi mais uma tentativa do ator Daniel Radcliffe consolidar sua carreira de ator “além-Harry Potter”, foi seu primeiro papel depois do jovem bruxo. A missão não é fácil, embora a franquia Harry Potter, adaptada da obra literária, tenha assegurando uma carreira no cinema, continuar navegando no mar competitivo da indústria de entretenimento será sempre um desafio. A longevidade da franquia Harry Potter assegurou sucesso e dinheiro ao ator, com milhões de fãs pelo mundo. Mas, como todo ator sabe, se é difícil chegar ao topo, mais difícil ainda é permanecer nele. Certamente, muitos e muitos fãs foram ver o Harry Potter, o jovem bruxo, no papel do jovem advogado, agora com as responsabilidades de pai, que encarara o espírito maligno da Mulher de Preto. Claro que o ator sempre será grato ao personagem Harry Potter, que o tornou mundialmente famoso, mas, se ele quiser uma carreira longa e sólida, terá que um dia exorcizar, definitivamente, o Harry Potter de sua vida, caso contrário, esse será um fantasma, ou melhor, um bruxo, que irá assombrá-lo como um fantasma do passado. Ele mesmo está consciente desse desafio, mais de uma atrás, disse o seguinte: “Não me iludi pensando que este seria o filme que faria o público esquecer minha imagem como Harry Potter. Acho que isso não vai acontecer agora, mas acredito que é o início. Estou bem diferente neste filme e minha performance é totalmente diferente”. Desde 20 anos, um filme de suspense/terror britânico não fazia tanto sucesso.