Eu Falo Gatonês! (Eu Apóio a Manifestação Crueldade Nunca Mais)

        Segundo estudos científicos, o gato é capaz de emitir cerca de 100 tipos diferentes de vocalização para se comunicar. Os miados e ronronar são o modo dos gatos se expressarem, o gatonês. Há alguns artigos explicando a nuance, e sutis diferenças nos miados.  Há um livro que fala do CatSpeak, algo como a língua dos gatos, e os respectivos significados. Além do miar e ronronar, o gato usa a linguagem corporal, principalmente, a cauda, para se expressar. Eu gosto tanto de cães como de gatos, os gatos convivem com o ser humano faz 5000 anos, mas mantiveram sua independência. Aquelas pessoas que dizem que os gatos gostam da casa, nunca tiveram gatos. Eu me mudei para um outra casa, na mesma rua, e a gata não ficou na casa antiga, mesmo sendo perto, ficou na nova casa. Outra grande mentira plantada, por pessoas que não gostam de gatos, diz que gatos pretos trazem azar, isso é uma grande mentira, fruto da ignorância, resquício da Idade Média. Já tive gatos pretos e tive muita sorte com eles. Aqueles que perseguiram e mataram os felinos, durante a Idade Média, por associá-los à bruxas, pagaram um preço bem caro por essa crueldade, eles perseguiram  o predador natural dos ratos, o gato, e todos sabemos que a peste era transmitida pelas pulgas dos ratos. Muitos morreram pela peste, graças a própria imbecilidade ignorância e crueldade contra os gatos. A liberdade para os felinos é sagrada, eles não se submetem aos caprichos humanos, eles mantêm sua independência. Os felinos demonstram seu afeto e amor aos donos à maneira deles, esfregando o lado do corpo nas pernas do dono, levantando e esfregando a cabeça, até pondo a pata, tipo uma cutucada Felinobook para demonstrar carinho ou para chamar a atenção. Os cães, vou citar a cadelinha da raça Dachshund, também conhecida como: Teckel, Cofap (por causa de um famoso comercial), Salsicha (pelo corpo longilíneo), demonstram o amor e afeto do modo deles. Quando chegamos em casa, mesmo que tenhamos ido só até a padaria, a recepção que ela faz é como se eu tivéssemos voltado da guerra, depois de 5 anos, a recepção, ou melhor, a recepCÃO é tão efusiva e festiva, com latidos, uma “dança”, e sempre com incontinência urinária, fica tão emocionada que solta a bexiga, é muita emoção e ela faz xixi no chão. Essa diferença de comportamento e personalidade, demonstração de afeto, que é diferente entre cães e gatos, é sempre respeitada e entendida, por aqueles que, realmente, gostam de animais. Deixo claro que estou apoiando a manifestação: CRUELDADE NUNCA MAIS, para que penas mais severas sejam aplicadas a monstros (eu não os considero pessoas) que cometem crueldade contra animais. Enquanto escrevia esse post, encontrei um site muito interessante, há muita informação sobre o comportamento dos gatos, e o gatonês: