A Pior Câmera de Vigilância Fake Já Vista Até Agora

        Se há um mercado que vem crescendo ano a ano é o da #vigilância eletrônica, que não inclui só #câmeras de vigilância ou #segurança, mas também outros dispositivos eletrônicos tais como alarmes, cercas eletrificadas, entre outros.  As câmeras de vigilância de empresas particulares têm ajudado a polícia a desvendar crimes, não apenas das próprias empresas roubadas,  mas de crimes cometidos em calçadas, assim como suspeitos tanto a pé como em carros podem ser visualizados, investigados por estarem perambulando nas imediações, carros suspeitos que passaram em determinado trecho no dia de um crime têm as #placas deles identificadas para posterior averiguação.  Além das câmeras nas fachadas de empresas e comércios, a instalação de câmeras de segurança nas residências vem aumentando, isso reflete a falta de segurança e medo da população, sem contar a blindagem de veículos.  Existem softwares ou programas que transformam a #webcam numa câmera de segurança, para o interior das residências é uma excelente ideia, várias pessoas têm conseguido vigiar o interior das residências delas, por esse monitoramento remoto, inclusive, uma pessoa morando noutro país,  conseguiu avisar parentes de que a casa no Brasil estava sendo assaltada, e os parentes conseguiram chamar a polícia. Essa solução,a webcam real, é perfeita para o interior da residência, mas para o quintal e calçada é inviável, as webcams não foram projetadas para aguentar as intempéries: chuva, sol, mudança brusca de temperatura.  As que estamos acostumadas, não, porém, enquanto pesquisava para saber se existia uma webcam destinada a vigilância externa, vi um anúncio de uma webcam sem fio à prova d'água, produto importado. Como minha pesquisa foi visando saber se existia ou não,  eu não me aprofundei, mas, caso alguém tenha se interessado, o melhor é ver a idoneidade do site que está vendendo o produto,  se existe uma representação física da importadora no Brasil, CNPJ, pesquisar em fóruns, pesquisar a marca, se há pessoas reclamando da marca ou da importadora, pesquisar no #Procon, enfim,  pesquisar na lista negra de sites e empresas que têm enganado e caloteado consumidores, isto é, aqueles cuidados que as #compras pela #internet exigem. Há casos de estelionatários que disponibilizam um endereço físico, que de fato existe, mas que se trata de um endereço de outra pessoa que nem sabe que está sendo usada, então, constar num site nem sempre  é existir fisicamente, nesses casos, é preciso confirmar o endereço físico, a não ser que seja a venda pela internet de empresas consagradas no mercado, com história e idoneidade. Claro, não posso deixar de comentar a foto do post, afinal, ela deu origem ao tema. A foto é de algum lugar do mundo,  embora houvesse uma legenda do país, não havia elemento algum, escrito ou de arquitetura,  para confirmar a origem do país, não saber a origem, não tira o mérito da imagem. A câmera de vigilância feita de latinha não é nada eficiente, tampouco intimidadora. Podemos supor, com muita boa vontade, que a casa possa ter um quintal muito amplo, que, na calçada, um possível ladrão míope e que tenha esquecido os óculos, aviste isso e conclua que se trata de uma câmera de vigilância e desista do furto. Se a invasão for tentada à noite, o ladrão, com pouca iluminação no quintal, poderá pensar que se trata de uma câmera de segurança com infravermelho, por isso não existe muita iluminação no quintal, e desistir do furto, isso com muito otimismo...  Segundo os #especialistas em #segurança, uma casa bem iluminada e com câmera de vigilância intimida os ladrões, até certo ponto, que desistirão da invasão. O lamentável é que alguns não se intimidam por sistemas de segurança, mostrando  a  cara lavada ou cobrindo o rosto ao praticarem os crimes. Comentando ainda sobre a foto do post, seria uma boa ideia substituir essa câmera de vigilância de latinha, por uma quebrada que seria muito mais útil como intimidação psicológica, com uma pequena luz para “fingir” que estaria funcionando.  A tentativa de adaptar o telefone de latinha, esse sim funciona com a latinha, para novas tecnologias e sistemas de segurança monitorada, revelou-se um fracasso. É a pior #fake de câmera de vigilância já feita. Pelo menos, num ponto ela é moderna, ela é wi-fi, sem fio (sem lente, sem nada...).