Uma das Primeiras Selfies: Autorretratos

        Certamente, essa é uma das primeiras selfies, mas há algo estranho aí, embora o ponto de vista da segunda foto corresponda ao que teria sido registrado, não se trata do mesmo piso, nem do mesmo cenário, nem do mesmo tom de sépia (com os chamados filtros de terceiros, destinados ao Photoshop, hoje em dia, é possível imitar(emular) todas as características das fotos antigas, claro, para ser convincente roupas de época deveriam ser usadas. Na segunda foto, o resultado do selfie, os homens que seguram a tataravó da máquina fotográfica estão de chapéu, mas, na primeira foto, apenas um dos homens que segura a  “máquina fotográfica” está de chapéu. Apesar de a “máquina” parecer um Daguerreótipo, desenvolvido em 1837, por Louis-Jacques Mandé Daguerre, difundido pela Europa de 1840 até os idos de 1850. O tamanho de um Daguerreótipo, que era grande, e o tempo necessário para se captar a imagem que era de 25 minutos, são incompatíveis com a ideia de uma selfie. O que leva a concluir que o eles estão segurando, não é um Daguerreótipo, mas sim uma câmera Kodak No 1, portátil, lançada em 1888. O slogan era tão revolucionário quanto a câmera: “Você aperta o botão, e nós fazemos o resto”. Agora sim, o selfie é totalmente explicável e justificável. Embora o autorretrato não tenha sido criado pelos fotógrafos, os desenhistas e pintores já se autorretratavam, foi através dos dispositivos móveis de última geração e das redes sociais que a palavra Selfie ganhou o título de: palavra vencedora de 2013. Segundo a definição do dicionário online de Oxford: “Selfie uma fotografia que uma pessoa tirou de si própria, normalmente com um smartphone ou webcam, e que foi colocada numa rede social". A primeira aparição da palavra teria sido num fórum online da Austrália em 2002, o efeito viral deve ser sido resultado das redes sociais. Quando o self-portrait (autorretrato) vira selfie?. Não é apenas uma questão de neologismo, a diferença é que o selfie tem destino certo: as redes sociais. Não se pode esquecer outra característica da Selfie, embora a foto possa ser tirada em grupo ou ao lado de uma santidade, a própria pessoa que deve estar segurando, estendo o braço com seu dispositivo móvel de última geração. A música dos Engenheiros do Havaí dizia: O Papa é Pop, recentemente, o Papa foi Selfie, ou melhor, ele não tirou a Selfie, mas foi a celebridade aparecendo na Selfie de alguém. Para os pais que gostam de pôr nomes em inglês no filhos Selfio e Selfia pode ser uma opção, acho que batizar o filho com o nome de “Foto de Perfil Filho” ou “Autorretrato Júnior” não seria aceito no cartório. Selfio da Silva, brasileiro, participante das principais redes sociais. Falando nisso, há leis com dispositivos que proíbem o registro de nomes esdrúxulos e vexatórios (nomes estranhos), assim como outra lei que torna possível  alterá-los e até de incorporar apelidos ao nome de batismo, como os casos de Lula e Xuxa. Graças a essa lei, não vemos mais nomes que poderiam ser: Internético Wi-Fi. Maria Banda Larga Modem. João Celular Pixel; Tablenildo Cabo USB. Desde o reflexo do mitológico Narciso, no espelho de água calma, passando pelas folhas e telas de pintura, até os mais modernos visores e monitores, esse resquício narcisista ecoa até hoje. As perguntam que serão feitas serão: Qual será a próxima rede social que vai surgir?. Qual será a que vai ser esquecida e abandonada como uma lápide virtual?. Qual Selfie irá ocupar o local reservado para a foto de perfil?. Qual Bio, biografia, preencher ou digitar?. Por que é tão difícil definir a si mesmo?. Falar de nós mesmos.