Antes De Sair!

        Essa é uma ideia ótima, antes de sair, pode-se fazer uma  verificação de itens que não podem ser esquecidos, quando se sai de casa. Nem sempre se pode confiar no checklist mental, essa lista de verificações em forma de ilustrações simples é muito eficiente, uma comunicação visual para lembrar. Originalmente, a legenda estava em inglês, mas o país é europeu,  precisei substituir o euro € por um  símbolo monetário mais universal $,  a ideia de se fazer adesivos seria bem interessante, poderia ser personalizado, para quem não usa óculos, haveria outro adesivo que os óculos não constassem, noutro poderia haver um com a ilustração de um óculos escuro. O dispositivo móvel de última geração figura em primeiro lugar na lista. Geralmente, um item esquecido é lembrando somente quando já se está longe de casa, e, na maioria das vezes, a pessoa preferirá tentar se virar sem ele a ter que voltar até em casa para pegá-lo. No caso do dinheiro, isso é um pouco mais complicado, se a pessoa esqueceu a carteira, provavelmente, o cartão de crédito ficou em casa também. Isso seria um grande problema, mas no passado, atualmente, já existem aplicativos para smartphones, onde é possível pagar  contas. O celular é uma carteira virtual agora, somente no ano passado 3,2 milhões de clientes realizaram operações bancárias via celular. Um famoso banco privado dispõe de dezenas de apps para as diversas plataformas e sistemas operacionais. O celular vai aposentando a antiga carteira que era carregada no bolso. Qual será o destino da moeda convencional, tanto a impressa como a cunhada, cédulas e moedas?. Segundo um especialista, a moeda ou dinheiro tradicional poderá ser considerado em extinção a partir de 2015. A moeda virtual, o Bitcoin, é uma grande promessa para o futuro. Há algumas lojas no Brasil que aceitam a moeda virtual, porém a credibilidade do Bitcoin foi altamente abalada no começo do ano, em Fevereiro, o principal site de venda e compra de Bitcoins do mundo faliu, o site japonês MtGox, considerado um dos maiores do mundo, o motivo foi que criminosos cibernéticos teriam roubado cerca de R$ 1 bilhão em Bitcoins do site. Pelas leis japonesas, o MtGox encontra-se em processo de liquidação judicial. Há quem diga que foram os próprios donos do MtGox  responsáveis pela fraude.  Tomar cuidado com pessoas que oferecem o “milagre” de fazer os Bitcoins se multiplicarem, o que antigamente era conhecido como pirâmide. A notícia mais recente sobre o Bitcoin, 09/05/2014, é que os Estados Unidos liberaram a moeda virtual, o Bitcoin, para ser usada como doação em campanhas políticas. O revolucionário do Bitcoin é que duas pessoas fazem transações financeiras sem nenhuma intermediação de instituição financeira, ou seja, livre de taxas e tributação. Não existe nenhum governo central nem pais no mundo que controle o Bitcoin. A ideia é ótima, somos o nosso próprio minibanco, porém precisa ainda evoluir, tornar-se mais confiável, segura e menos especulativa. O Bitcoin, ou criptomoedas trocadas entre computadores é algo tão novo e exótico que é difícil explicar. Para fins de imposto de renda, a Receita Federal do Brasil considera os Bitcoins como ativos financeiros para fins tributários, devendo ser declarado como outros bens, a partir da quantia de R$ 1.000.  Atacada por uns, defendida efusivamente por outros, seria ótimo que essa moeda libertária fizesse sucesso. Além das lojas pelo Brasil que já aceitam o Bitcoin, em São Paulo, existe o primeiro caixa eletrônico de Bitcoin da America Latina.