Banheiro Com Vista Panorâmica

        Encontrar um banheiro público limpo e decente, quando as necessidades fisiológicas  pressionam, não é das tarefas mais simples.  Uma das saídas é encontrar algum comércio e, para não ficar chato, antes consumir ou comprar algo. Há pessoas que somente conseguem usar o banheiro de casa. Essa proposta de banheiro, da foto do post, localizado em Houston, Estados Unidos, é desconcertantemente bizarra. Alguém que fosse usá-lo poderia dizer: “Houston, eu tenho um problema para usar esse banheiro”.  O banheiro é construído com espelhos falsos, ninguém vê quem está dentro, mas quem está dentro tem ampla visão do lado de fora. Para as pessoas que não se sentem à vontade em saber que há outras no banheiro público, mesmo elas estando trancadas no boxe, esse banheiro de espelhos falsos é um grande desafio. Apesar de todos saberem como funcionam os espelhos falsos, acostumar-se, nesse momento tão íntimo, a olhar as pessoas passando na rua, deve ser muito estranho. Não se pode deixar de citar o caso do famoso banheiro transparente do Conservatório de Música de Ponta Grossa, Paraná, que foi muito mais bizarro. Seja erro de projeto, ou qualquer outra tentativa de se explicar, esse projeto de banheiro público foi uma verdadeira janela indiscreta, onde o ditado implícito: o que se faz na vida privada, fica na privada, não foi seguido, mesmo o imóvel sendo público, nada justificou, esse momento privado é sempre privado, mesmo num prédio público. Voltando ao banheiro da foto do post, e a pergunta proposta, a opção de usar ou  não o banheiro, está diretamente ligada ao grau de "aperto" que se está. Pensamos também o que será que o arquiteto,  ou quem projetou, idealizou esse banheiro, queria propor com isso. Uma vista panorâmica  ou levar  a experiência íntima e fisiológica para uma visão abrangente do ponto de vista de quem está dentro do banheiro. Um banheiro público onde a pessoa parece estar fazendo em público é, no mínimo, uma experiência constrangedora, mesmo sabendo que ninguém do lado de fora pode enxergar quem está dentro do banheiro. A resposta para a pergunta: usaria ou não esse banheiro, pode não ser binária, sim ou não.  Enquanto a pessoa pudesse "segurar" a vontade de ir ao banheiro, não o usaria. Por outro lado, se pego por uma dor de barriga aflitiva, uma diarreia, o banheiro de espelhos falsos seria um oásis para o alívio do sofrimento. Uma coisa é certa, o banheiro de espelhos falsos preserva a identidade de quem estiver em seu interior, naquele momento fisiológico que iguala todos os seres humanos, não importa se são reis, rainhas, celebridades, se são ditadores loucos que tem mictórios de ouro, todos sentarão no trono. As necessidades fisiológicas são normais e, muitas vezes, imprevisíveis, mas todos preferem que elas aconteçam no conhecido, particular e limpo banheiro de casa.