Chove, e Não Molha. Precisamos de Chuva e Molhado

        Não é tão estranho usar um guarda-chuva para se proteger, guardar-se, dos raios do Sol; tampouco usar um guarda-sol para se proteger da chuva. O que fica realmente estranho é usar um guarda-chuva fechado para proteger-se da garoa, mas, se pensarmos bem, não é tão estranho quanto parece. Deve ser aquele momento de pequenos pingos intermitentes, depois de uma chuva, garoa ou o chove, mas não molha,  depois que a chuva acabou ou está acabando. O trajeto até o estacionamento, até o carro, é perto. Nesse momento de hesitação, a pessoa julgou que não valeria a pena abrir o guarda-chuva, mas queria evitar os aleatórios pingos intermitentes na cabeça. Transformou o guarda-chuva em chapéu. Existe também aquele momento estranho, quando a pessoa está com o guarda-chuva aberto e repara que a maioria das pessoas na rua não está. Elas estão com os guarda-chuvas fechados ou andando sem guarda-chuvas, embora esteja  aquela garoa fina. Para não se sentir um peixe fora d'água ou peixe de guarda-chuva, baseando-se na percepção da maioria, a pessoa também fecha o guarda-chuva, mesmo sentido a garoa bem fina e fraca na cabeça e rosto, só para não se sentir bobo ou nadar contra a maré. Por outro lado, se alguém vir uma senhora  usando um guarda-chuva num sol escaldante, não achará estranho, só pensará que ela está se protegendo dos raios do Sol com a sombra do guarda-chuva, mas, na verdade, pode estar se protegendo apenas da luminosidade, não dos raios UV(ultravioleta), porque os guarda-chuvas, os fabricados com náilon, não filtram os raios UV. Resumindo isso, os guarda-chuvas sempre protegerão da chuva (a não ser que estejam com furos), agora, tanto os guarda-sóis quanto os guarda-chuvas usados para proteger-se dos raios nocivos do Sol devem ser os fabricados com tecidos especiais que bloqueiam os raios nocivos ou os de tonalidades escuras fabricados com algodão. Especificamente, no caso dos guarda-sóis, segundo especialistas, os fabricados em lona plástica impedem a passagem dos raios UV, já o guarda-sol fabricado de poliéster com a aplicação de uma camada de um material fabricado por empresas internacionais, chamado “silver”, aumenta a proteção para 90%. Ainda assim, segundo os especialistas, 15% da radiação atingirá as pessoas, pois a água e areia refletem os raios UV. Os pintores impressionistas captaram com perfeição  e fugacidade as luzes  refletidas nas pessoas e objetos, claro, infelizmente,  eles e os retratados ficaram expostos a esses 15% de raios nocivos do Sol, principalmente, quando os pintores observavam  e  captavam as oscilações cintilantes dos raios do sol refletidos na água.