Contos de Fadas Adaptados aos Smartphones

       Espelhos sempre foram ligados às superstições: quebrar um espelho dá 7 anos de azar; quando há tempestades, deve-se cobrir os espelhos para não atrair raios; pelo medo de aprisionar a alma, os espelhos eram cobertos, quando alguém morria; espelhos não refletem vampiros e bruxas por estes não terem almas, entre outras superstições relacionadas a espelhos. Esta ilustração do post, feita pelo artista: Jeff Stahler, é genial em adaptar o trecho no qual a bruxa pergunta ao espelho, mas usando um smartphone no lugar. Branca De Neve e os Sete Anões, que foi imortalizada pelos estúdios da Disney, tanto que poucos sabem que se trata de uma compilação feita pelos Irmãos Grimm, entre 1812 e 1822, de um conto de fadas de origem alemã, contado de boca em boca. Basta ler ou escutar: “ Espelho, espelho meu”, todos já sabem de qual conto de fadas se trata. Jeff Stahler captou o fato da massificação das selfies, as vaidades, com o fato de as mulheres usarem a câmera do celular como espelho. A Rainha Má faz a clássica e arrogante pergunta ao Smartphone, o conto de fadas é revisitado, este trecho, adaptado a massificação das selfies e aos dispositivos móveis de última geração. A superstição é abandonada, não há 7 anos de azar ao se quebrar um smartphone, ao contrário, é muita sorte para o fabricante. Outras adaptações poderiam ser feitas, por exemplo, os Sete Anões, ao invés de trabalharem numa mina, poderiam montar uma startup (pessoas tendo uma ideia original que pode dar dinheiro e colocando-a em prática, concretizando-a) ou uma loja de virtual. Já em outro conto de fadas, Pinóquio não ia querer, primeiramente, ser um menino de verdade, mas pediria para a Fada Azul e Gepeto que lhe dessem  de presente um smartphone de última geração. O Pinóquio mentiria muito nos chats e redes sociais, ninguém veria o nariz dele crescer. "Alice No País Do Smartphone" também seria um bom título para um conto de fadas adaptado aos dispositivos móveis de última geração. Voltando a Rainha Má, ela ia querer ter muitos seguidores no Twitter, muitas visitadas no Blog, muitos acessos nos vídeos do Youtube, mas quem não quer isso, a diferença é que nem todos somos maus. Pela lógica, vampiros e bruxas não poderiam fazer selfies, mas esse detalhe poderia ser ignorado, afinal, eles teriam que ter uma foto de perfil, bom, talvez, usassem uma foto de algum avatar.