Placa de Advertência: Pedestres ao Celular

Esta é uma placa de advertência que não consta do Código de Trânsito Brasileiro. Duvido que seja uma placa oficial do país no qual a foto foi tirada (que não sei qual foi). Não se pode descartar que seja o trabalho de um troll usando o Photoshop.

Há placas não oficiais com as mais bizarras advertências. Lembro-me de uma que mostrava um pictograma de duas figuras se arrastando de joelhos, e a advertência em inglês, numa tradução livre: Cuidado: Bêbados Atravessando.

Há, pelo menos, um caso verídico de placa de advertência incomum e oficial, na cidade de Pecica, Romênia, o prefeito Petru Antal instalou placas locais de trânsito que dizem: "Atenção: bêbados na estrada". Na placa, pode-se ver o pictograma de uma figura se arrastando de quatro, com uma garrafa de bebida na mão.

Pensando melhor, a placa com a advertência de pedestres ao celular não seria tão impossível. O problema seria o critério usado para os locais onde elas deveriam ser colocadas. Em praticamente todo lugar é possível ver alguém andando distraidamente, enquanto está checando, enviando mensagens e teclando (digitando) em tempo real.

Se não bastasse os pedestres que estão andando e teclando, distraídos, há os motoristas que também falam ao celular e enviam mensagens, enquanto dirigem.

A partir de 5 novembro, tem uma notícia que vai doer no bolso do motorista infrator. A multa passará a ser gravíssima para quem for flagrado dirigindo e falando ao celular ou usando-o para ler e enviar mensagens. 

É inacreditável que pessoas morreram, enquanto tiravam selfies e falavam ao celular. Todos devem se recordar da chinesa Wang que se distraiu ao celular, caiu dentro de um rio e morreu afogada. Nesse caso, um parapeito (ou uma cerca) teria evitado a tragédia, porque o rio estava numa área urbana.

Antes de os celulares e os smartphones serem o principal meio de acessar a internet, a figura de pessoas dentro de casa, no PC (computador de mesa), enquanto fazia um dia ensolarado lá fora, era meme.

Atualmente, num dia ensolarado, as pessoas entram na internet, no momento em que estão fora de casa (de dentro também, usando o celular), mas o dia ensolarado, e o céu azul sem nuvens têm que concorrer com celulares, smartphones e o microcosmo virtual de cada pessoa.