Deslocado Na Selfie

A sensação de se estar deslocado numa festa é das mais desagradáveis. A pessoa se pergunta o que é que ela está fazendo ali. Não conhece quase ninguém, não se sente à vontade. Fica vagando com cara de paisagem, deslocado no tempo e no espaço, imaginando outros lugares que se poderia estar. Tudo parece nebuloso como um sonho.

A vontade é de sumir ao estilo ninja, jogando uma bomba de fumaça e desaparecendo, mas a saída à francesa, disfarçadamente, é a única real e possível. Enquanto os ruídos de fundo da festa ou evento vão enfraquecendo, à medida que a pessoa vai se afastando, ela tenta solucionar o mistério e se culpar por não entender como foi parar num lugar que não tinha nada a ver com ela.

“Vai ser legal disseram”, mas quem disse nem foi, e as expectativas, nem de longe, corresponderam ao que era esperado. Se foi uma festa, sempre tem um chato, ou mais de um, que se acha engraçado. Um bêbado piadista improvisando um stand up, intercalado com momentos emotivos. As pessoas deslocadas em festas são a plateia perfeita para quem está, etilicamente, deslocado da realidade.

Pior do que estar deslocado na festa ou evento, é estar deslocado na selfie. Quando parecia que o cara da foto do post estava se enturmando, a selfie estragou tudo. Ninguém o avisou que ele estava atrás do celular.

Ele estava numa pose tão descolada, estilo V da vitória de Churchill ou paz e amor hippie, que não percebeu que não sairia na selfie. O mais estranho é que ele saiu junto com a turma, porém noutra foto, não na selfie.

Deve ter sido estranho ele se procurando na selfie, contudo só se achando na foto tirada da selfie. Se ele não se lembrava de que estava atrás do celular, a foto tirada por outra pessoa esclareceu o mistério e deixou claro que ele não estava integrado ao grupo, ficou desintegrado do grupo.

Quem sabe ele era um penetra no evento ou comemoração, que foi intencionalmente “limado” da selfie. É provável que a falta de noção espacial dele, seja por qual motivo for, foi o que de fato o excluiu da selfie. Ele estava tão certo que sairia que fez pose.

O irônico que acabou sendo uma foto tirada de um grupo que tirava uma selfie de alguém que não sairia na selfie. Se ele fazia parte desse grupo, foi uma grande sabotagem que ele sofreu. 

Não podemos descartar o fato de que ele, de propósito, planejou não sair na foto, combinou com alguém que posaria atrás do celular, essa pessoa tirou a foto.  Um modo de trollar a selfie alheia, e fazer as outras pessoas passarem por ruins ou indiferentes.


Um modo de roubar a cena, e a curiosidade passou do que era realmente essa foto: comemoração, evento, festa, reunião para quem é o cara que não saiu na selfie.