Wi-Fi))) na cabeça: testando a Wi-Fi)))

O celular ultrapassou o computador na preferência do brasileiro por acessar a internet. Para economizar no pacote de dados do celular, as pessoas têm aproveitado locais com rede sem fio Wi-Fi))) grátis.  Algumas estações de metrô e ônibus disponibilizam Wi-Fi))) grátis para os passageiros.

Embora alguns ônibus de São Paulo ofereçam Wi-Fi))) de graça e entrada USB, há reclamações de que o serviço não está funcionando como deveria. A empresa responsável, Transwolff, comunicou que o serviço ainda estava em fase de testes, mudança de tecnologia e instabilidade do sinal Wi-Fi.

O adesivo no vidro do ônibus, com o logo do Wi-Fi))), informa que a intenet sem fio está disponível. Nas estações do metrô, quem pode esperar o próximo metrô passar aproveita para usar a Wi-Fi disponível para navegar na internet.

A pergunta mais feita atualmente, quando alguém entra em algum lugar ou estabelecimento comercial é: “Qual é a senha do Wi-Fi)))? ”.

Está claro que aquele que disponibilizar o sinal gratuito de Wi-Fi))) no comércio, para uso dos clientes, terá uma vantagem decisiva sobre os que não oferecerem esse agrado sem fio. É um diferencial e um critério convincente no momento de frequentar ou não um local.

O adesivo com o logo de Wi-Fi))) pode hipnotizar o cliente e entre dois comércios próximos, o cliente, certamente, vai se questionar por que um oferece o sinal, e o outro não, possivelmente, vai concluir que aquele que oferece se preocupa mais com a comodidade dele.

É claro que de nada adianta só oferecer Wi-Fi grátis, se o atendimento e o serviço prestados ao cliente e produtos oferecidos são péssimos. “Lá é uma porcaria, mas tem Wi-Fi))) grátis”. Isso é um marketing negativo terrível.

A tendência é que todo comércio ofereça o sinal sem fio. O medo da fuga de clientes para lojas e comércios concorrentes que oferecem essa cortesia digital sem fio, forcará os que não oferecem a aderir a essa necessidade dos clientes.

Já há Wi-Fi))) disponível gratuitamente em algumas praças, em São Paulo, certamente, chegará o dia que toda praça contará com o sinal sem fio de graça, na verdade, quem pagará será a própria população, através dos impostoso ou a empresa implantadora do serviço fazendo publicidade no local.


A foto do post parece mostrar alguém que tem a preocupação do Wi-Fi))) na cabeça que se expressa no franzimento da testa. Lembrou muito o logo do sinal de Wi-Fi))), se cada pessoa tivesse seu sinal telepático de Wi-Fi na cabeça, seria preciso uma senha forte ou o sinal de internet seria usado sem a pessoa saber e os pensamentos dela lidos.