Colar Com Pingente Fatia De Queijo

Colar com pingente de queijo, não se pode penhorá-lo, mas se pode comê-lo. Se fosse mais amarelo, seria o queijo prato, até poderia ser confundido com prata, faria mais sentido como joia e pingente.

É moda passageira e comestível ou é só para irritar? É estilo ou a pressa para comer algo no caminho para o trabalho. Dependendo de onde se esteja ou em qual situação, uma fatia de queijo tem tanto valor como uma joia.

Esse pingente lácteo tem vida curta no calor. A aparência do queijo, quando fica fora da geladeira, sem refrigeração, não é nada agradável, parece estragado, perde a aparência saudável.

Se essa moda pega, os embutidos também podem ser usados como joias, pingente de medalhão de salame, presuntos, etc.

Para quem quer comer joias, literalmente, e tem dinheiro sobrando, há uma caixa de bombons com flocos comestíveis de ouro 24 quilates.  Quem é chocólatra, se ganhasse tal presente, ia pegar os flocos de ouro, vender e comprar mais chocolate.

Pendurar uma melancia no pescoço, para aparecer, atualmente, é para os fracos. Se for alguém pão duro, pode pendurar um pão duro como pingente. Se as pessoas se encontrarem numa praça ou parque, poderiam pegar os pingentes e fazer um piquenique.

Para não se esquecer de comer frutas, usar um pingente de maçã, morango, pera, nectarina. Ajudaria a se lembrar de comer, pelo menos, uma fruta por dia. Não teria como esquecer, com o pingente de fruta ali, chamando a atenção.


Entrar com um pingente de queijo roquefort (aquele com odor forte) dentro de um ônibus lotado, no horário de pico, seria uma experiência radical, interessante de moda e gourmet.