PROBLEMAS COM MATEMÁTICA

    Igual a maioria dos alunos eu não gostava de Matemática, alguns anos depois, eu passeia respeitar muito a Matemática, percebi que fui ficando melhor nesta matéria graças professores que sabiam transmitir o conteúdo de forma mais eficiente. Alguns professores são ótimos em aprender, mas, péssimos em transmitir o conhecimento, lecionar também é uma vocação. Por exemplo havia uma professora que fazia-nos, ir em frente à lousa para resolver os polinômios, todos odiavam isto (sem contar os que torciam para você não conseguir resolver) . Só de pensar que na quinta-feira, eram as duas primeiras aulas deste tormento, dava vontade de ficar em casa, assistindo a sessão da tarde. No ano seguinte, esta professora, foi transferida, exonerada, ou sei lá o que,  ou não era efetivada, sei que, quando soubemos que ia ser outra, ficamos empolgados, mas, apreensivos, seria que ia rolar este lance de ter quer ir na frente da lousa?. Por sorte ela não introduziu este método ultrapassado, ela tinha vocação para ensinar, estranhamente minhas notas foram de C+ para B. Fui bem na famosa fórmula de Báskara, e o famoso também pôr no gráfico, pôr o resultado no eixo x e no eixo y, para descrever  parábola. Depois no colegial houve um percalço, um professor de Matemática quase ficou louco tentando explicar progressão geométrica, e progressão aritmética, PG E PA, 98%  da turma não conseguia entendê-lo. Então ele disse que parecia tortura chinesa o que estava acontecendo com ele, dando um exemplo, que por sinal, eu lembro até hoje, ele disse: "Penduravam um cara de cabeça para baixo, esquentavam uma barra de ferro, ameaçavam queimá-lo, chegavam perto, mas, não queimavam, isto por vários dias, até que num destes dias, encostavam uma barra de gelo na pessoa, ela morria pelo medo pensando que ia ser queimada viva". Talvez ele tivesse sido melhor como professor de Português, ou Filosofia, ou História. No segundo colegial já era outro professor, ele ensinava razoavelmente bem, devido a um problema com bebida, um dia tentou demonstrar uma fórmula e perdeu-se todo, ainda no colegial, entrou um professor que ensinava muito bem, atinge meu auge em Matemática tirando A na prova de matrizes, depois minha despedida do ensino médio, foi tirando B nas provas de logaritimo e de números imaginários i. Você não precisa amar a matemática, mas, tem que respeitá-la, nossos avanços tecnológicos, as conquistas da raça humana no conhecimento do universo foram graças as ferramentas da Matemática.