Dormindo Na Classe, Nível: Profissional


       Classe ou sala de aula não é lugar para se dormir. Embora seja uma afirmação lógica, o sono é traiçoeiro, costuma vir aos poucos (a não ser que a pessoa tenha Narcolepsia, que é um tipo de ataque do sono). Os professores das turmas matutinas, período da manhã, têm notado cochilos de alunos durante a aula, na maioria desses casos, a causa não é narcolepsia, mas por ter dormido muito tarde porque ficou boa parte da noite e madrugada na internet. Um bom nome para esse cochilos seria: cochilo internético ou déficit de sono causado pela internet. Verdade é que a internet não pode ser o bode expiatório das mazelas humanas, noites mal dormidas tem inúmeras causas, baladas, festas,  insônia, etc. Ainda tem um outro detalhe, o sono é um grande trollador, quando precisamos dormir o sono não aparece, o sono vem sordidamente, em momentos que não deveríamos dormir ou não poderíamos.  Dormir no ônibus, perder o ponto de ônibus. O lamentável trágico e fatal é quando motoristas dormem ao volante causando tragédias e mortes, já existem alguns carros que acusam essa fadiga do motorista e emitem um sinal sonoro, avisando que é hora de parar e dormir, caso contrário, podem dormir o sono eterno. É muito errado dormir na sala de aula, quando eu estudava à noite, acontecia com alguns alunos, não por sacanagem, mas, depois de enfrentar uma jornada de oito horas de trabalho, eles tentavam estudar a noite, alguns dormiam por uma ou duas aulas, não que os professores concordassem, mas entendiam que eram pessoas que se esforçavam para estudar, porém, eram vencidas pelo sono e cansaço, tanto que dormiam mesmo com a bagunça do famigerado “fundão”.  O pessoal que bagunçava atrapalhava muito mais do que o aluno que cochilava. Existe um fenômeno conhecido como “incorporação no sonho”, que é quando um som ou barulho e incorporado no sonho ou no enredo do sonho. Será que quando o professor explicava a matéria, esses alunos que cochilavam assimilavam algum conhecimento, e, em que nível?.  Muitas pessoas não lembram ou esquecem o sonho que tiveram, sendo assim, o conhecimento não teria sido assimilado. Houve estudos dizendo que estudar antes de dormir ajudaria a assimilar o que foi aprendido. Quanto a foto do post, bom, os professores se lembrarão de um cara barbudo que sempre prestava atenção nas aulas. Não sei se existe um estudo entre profissões ou carreiras e barbas, não deixa de ser uma dica para os pesquisadores. Profissões ou carreiras nas quais os homens usam barbas, claro, mulher barbada, não entraria no estudo, por questões óbvias. Obviamente o professor vai descobrir essa trollagem, logo no primeiro dia, querendo saber quem é o aluno novo que veio transferido, sentado ali no fundo. De qualquer forma, mesmo sendo errado, não se pode discutir o título do post: Dormindo Na Classe: Nível Profissional. Quero também lembrar, que sou contra dormir na classe, eu jamais dormi numa sala de aula. Cabe lembre aquela famosa máxima (principalmente, nos dias frios): "Vá dormir na cama que é lugar quente!".