O Primeiro Namorado Da Medusa


        Embora pareça que o primeiro namorado da Medusinha não aprovou seus cabelos longos, na verdade, ele já virou uma estátua de pedra. Essa tirinha que retrata Medusinha e seu primeiro namorado, uma adaptação tragicômica, para tirinha, da mitologia original da Medusa.  Segundo consta na mitologia “oficial”, numa das versões. Medusa envolveu-se com Poseidon (deus do mar), quando Atena (deusa da sabedoria) soube, ainda ela que sabia de tudo, transformou não só a Medusa, mas suas irmãs: Euríale e Esteno em seres horríveis, uma mistura de cobra e peixe, com corpo coberto de escamas e cobras venenosas na cabeça, cabelos de cobra, bem diferente de se ter minhocas na cabeça, dentes de javali, mãos de cobre, asas de ouro.  Eu só não entendi por que Atena castigou as duas irmãs da Medusa que não tiveram nada a ver com o fato.  Se não bastasse a aparência repugnante, Medusa foi castigada com um "bônus", Atena tornou-a mortal e deu um poder, ou melhor, uma maldição, aquele que olhasse nos olhos da Medusa viraria uma estátua de pedra.  As três irmãs, que eram chamadas de irmãs Górgonas, passaram a viver numa caverna, óbvio, todos morriam de medo delas. Mas, curiosos sempre existiram, e até hoje é assim, aqueles curiosos e desavisados que ousavam chegar nas cercanias da caverna, segundo a lenda, eram transformados em estátuas de pedra. Varias estátuas de homem e animais petrificados, enfeitavam, morbidamente, os arredores da caverna. Eles ousaram olhar a Medusa nos olhos.  A Medusa jamais pode dizer: "Olhe nos meus olhos e diga a verdade". Se a Medusa não tivesse ido viver  na gruta, provavelmente, muitos escultores da época iriam à falência. Se a Medusa vivesse hoje em dia, eu tenho certeza que sua música preferida seria um clássico do rock dos anos 80, IF LOOKS COULD KILL, (Se Olhares  Pudessem Matar), da Banda Heart. Ninguém tinha, até aquele momento, olhado para os olhos penetrantes e petrificantes  da Medusa e voltado para contar a história. Isso mudou, quando um jovem chamado Perseu foi coagido por um rei tirano, Polidectes, a trazer a cabeça da Medusa, literalmente, numa bandeja, ou melhor, numa espécie de sacola, caso não o fizesse, o rei tirano violentaria a mãe de Perseu, Dânae. Atena, mais para punir do que com pena da situação de Perseu, ajudou-o, não só ela, mas outros Deuses forneceram o armamento e equipamento de ponta. Perseu foi munido como o que de mais moderno existia na época, mitologicamente falando, claro: sandálias aladas; elmo da invisibilidade; escudo de cobre (espelhado); espada.(O mestre dos Magos, da Caverna do Dragão, fez coisa semelhante). Pairando no ar com suas sandálias aladas, foi se aproximando de costas, olhando Medusa pelo reflexo de seu escudo de bronze, decepou-lhe a cabeça. Há variantes da versão mitológica, a começar pelo fato de que Medusa teria sido seduzida e abandonada, o nome das irmãs da Medusa, são escritos com grafias diferentes, há até uma versão que é usada uma foice no lugar da espada. O que não destoa nas versões é o desfecho fatal que Medusa tem, a decapitação.  Medusa teria sido uma linda mulher de cabelos negros, que provocava inveja e cobiça, tão linda como a índia da música: “Índia, seus cabelos nos ombros caídos, negros como a noite que não tem luar”.  A mitologia da Medusa é usada em psicanálise, seria  a mulher rejeitada que não ama e não se deixa amar, mas esse tema é por demais complexo para tratar aqui, há excelentes explicações de profissionais sobre o tema. Tem um efeito, que muitos já sentiram,  o chamado: “Efeito Medusa”. Quando a pessoa acha alguma coisa nojenta e repugnante, mas, mesmo assim, olha. Isso pode explicar o porquê algo ruim consegue se manter no ar por anos, graças a um público que, mesmo inconscientemente, influenciado pelo Efeito Medusa, assiste a esses programas. Um outro exemplo do Efeito Medusa é quando pessoas param para ver acidentes horríveis nas estradas. Mesmo sendo horrível, terrível, algumas pessoas querem olhar. Um sentimento de repulsão e uma curiosidade para ver.