Tentando Enganar a Fada Dos Dentes Com Pastilhas

        A lenda urbana, presente na maioria das cidades norte-americanas, ou melhor, a lenda odontológica da Fada dos Dentes e sua origem se perdem na poeira dos séculos. Antigamente, na Europa Ocidental, havia o receio de que os dentes de leite pudessem ser usados por bruxas, em rituais e magias, sendo de responsabilidade dos pais assegurarem um destino seguro aos de leite, evitando que fossem usados para fins de magia. Além disso, havia também a superstição de que os dentes de leite deveriam ser  destruídos para que a pessoa, depois de morta, não os tivesse que procurar. Imaginar a alma de alguém vagando pela terra a procura dos dentes de leite perdidos na tenra infância, não é uma visão das melhores. Alguns pesquisadores acreditam que a origem remonte aos Vikings, onde esse escambo de trocar dentes de leite por presentes já existia. Independente de ter mais de mil anos, duzentos anos ou ter surgido nos idos do século XX. Esse ser mitológico odontológico, a Fada dos Dentes, paga uma moeda por cada dente de leite deixado debaixo do travesseiro.  Ao contrário do Papai Noel que só dá presentes para quem se comportou bem, a Fada dos Dentes não se importa muito com comportamentos, ela é, talvez, uma das primeiras entidades mercantilistas. Ela não se importa se a criança é boa ou má, ela só quer compras os dentes de leite. Ela usa a mesma técnica do Papai Noel, discretamente, à noite, pega os dentes e deixa a moeda ou nota debaixo do travesseiro. Essa técnica tem funcionado bem, consagrada pelo tempo, a prova de que a compra e venda dos dentes de leite continua um sucesso é o fato de ninguém nunca ter visto a fada com uma placa pendurada no pescoço dizendo: “Compra-se dente de leite”. A propaganda boca a boca sobre a compra dos dentes de leite funciona eficientemente.  O que a Fada dos Dentes faz com tanto dente de leite ainda é um mistério. Ela parece pagar em moeda e notas também, só em dinheiro vivo, nunca deixou cheques, nem usou cartão de crédito, nem quer aderir à maquininha. Será que o que ela paga por cada dente é justo?. Será que existe uma bolsa de valores que dá a cotação diária do valor dos dentes de leite?. As fadas têm monopolizado o comércio dos dentes de leite até hoje, é um clube da Luluzinha, só fadas compram, gnomos, elfos e outras entidades masculinas não conseguem invadir esse nicho.  Será que um dente permanente de um adulto valeria mais?.  Embora estejamos cientes da lenda urbana da Fada do Dente, presente em desenhos animados, seriados e filmes norte-americanos, no Brasil, a lenda ainda não tem tanta força, é modesta, assim como o Halloween.  A foto do post, que ao que tudo indica é dos Estados Unidos, foi a tentativa de uma criança enganar a Fada dos Dentes, a idade estimada  da criança deve ser  por volta de 6 anos ou um pouco mais, a dentição mista, onde há dentes de leite e permanentes juntos, acontece por volta dos 5 anos, indo até aproximadamente os 12 anos. O curioso foi que essa criança tentou enganar a Fada dos Dentes, colocando duas pastilhas no lugar dos dentes de leite,  a premeditação foi tanta que ela escolheu deliberadamente a pastilha branca, a de menta, por ser, obviamente, da cor dos dentes. Tentar enganar Papai Noel e Fadas é um verdadeiro sacrilégio, embora saibamos quem foram realmente enganados, ou seja, os pais. O que a Fada dos Dentes deveria ter feito?. Uma ideia simples teria sido, simplesmente, pegar as balas e deixar um bilhete com a Fada dizendo: “Gostei muito do presente, na próxima vez, gostaria de experimentar as pastilhas dos sabores: morango e laranja”. P.S. "Não se esqueça de escovar bem os dentes, depois de comer as pastilhas" ou ainda deixar as pastilhas no mesmo lugar, deixando um bilhete em nome da Fada dos Dentes: "Muito obrigada pelo presente, mas sou diabética, não posso comer doces". Depois de anos comprando dentes de leite, acreditando na pureza das crianças, a Fada deve estar um pouco decepcionada em constatar que algum espertinho tentou ludibriá-la. Se ela pensava que o comportamento da criança não poderia prejudicar o negócio dos dentes de leite, é melhor ela repensar.