Bandeja Teclado e o Celular à Prova d'água

        A bandeja teclado é mais uma prova da influência da tecnologia, nesse caso, o design da peça é muito mais estético  que funcional.  Faltou um lugar para colocar a lata de refrigerante, o teclado bandeja tenta ser ergonômico, mas o resultado é muito fake , claro, não é um teclado de verdade.  É mais para ser divertido do que funcional, sem dúvida, nesse quesito, a bandeja teclado  é um sucesso. Ela também pode ser entendida como uma crítica ao comer em frente ao computador, quem trabalha com computador de mesa, o desktop, alguma vez já deve ter comido e bebido em frente ao computador. Com o risco de derramar líquido no teclado, queimando-o ou deixar migalhas de alguma comida cair nos vãos das teclas, e as formigas agradecem por isso. Com a mobilidade dos dispositivos móveis de ultima geração, não é mais a comida que vai até eles, eles que estão onde a pessoa estiver comendo. A bandeja é muito antiga, a ideia de transportar comida num tabuleiro se  perde no tempo, o teclado também está se tornando meio retrô, apesar das inovações, alguns são bem finos, podem ser enrolados, outros são à prova d'água, aliás, existe até um que é projetado em qualquer superfície. Se essa ideia da bandeja teclado fosse feita num teclado real, ele teria que ser à prova d'água,  sem fio, muitos já são.  Para que se preocupar com teclados à prova d'água, essa preocupação, atualmente, é das empresas de telefonia, as quais estão competindo com o lançamento de celulares que podem ficar embaixo d'água por até 30 minutos, numa profundidade de 1,30 m. Atualmente, em São Paulo, as pessoas estão mais preocupadas com a falta d'água, e não se os celulares são à prova d'água. Faria mais sucesso,  se alguma empresa de telefonia inventasse um celular que pudesse condensar a umidade do ar, gerando água. Essa máquina já existe, mas não é pequena. Claro que esse celular não produziria 30 litros de água por dia, mas, que fosse uma pequena quantidade, por cada pessoa da família, já estaria ótimo. Obviamente, ele produziria essa pequena quantidade, quando  não estivesse dentro do bolso ou bolsa, mas nas supostas 8 horas que ele não está sendo usado,  e a pessoa está dormindo, o carregador seria importante nesse processo.  A máquina  que condensa umidade do ar é grande, mas, se formos nos lembrar dos primeiros computadores, eles  ocupavam espaços enormes. Pode ser ficção científica, um celular que condense a umidade do ar, porém, o próprio “celular” comunicador que era usado no seriado original Star Trek era pura ficção científica também.  Vendo a foto do post,  a bandeja teclado na pia para ser lavada, é evidente que ela deve ser uma peça para enfeite, se repararmos bem, o pedaço de pizza aparece na bandeja teclado, quando ela está na pia, o que lava a crer que esse pedaço de pizza  é, na verdade,  uma impressão na própria bandeja ou foi colado nela. Mesmo a foto não sendo brasileira, a cena leva a pensar que, devido a crise hídrica que São Paulo atravessa, substituir os pratos  de vidro, porcelana ou acrílicos, que precisam ser lavados,  por pratos de papelão descartáveis, que são recicláveis, é uma excelente ideia.