As Aventuras de Pi, Versão Caseira

        Há filmes que foram feitos com baixo orçamento, e são ótimos, sem cachês milionários para atores famosos, sem efeitos de computação gráfica, mas atores desconhecidos dedicando-se integralmente, fazendo das tripas, atuação, pois acreditaram num roteiro original ou gostaram muito do projeto, contudo não é em todos os gêneros que esse sucesso com uma produção modesta funciona. Roteiros criativos, e toscos também, transformaram-se em filmes trash, principalmente nos gêneros terror e ficção científica. Num mundo pós-apocalíptico nuclear impulsionado pelo medo da guerra fria, surgiram muitas pérolas dos filmes trash. Lembro-me de assistir a muitos. A finada MTV chegou a ter uma sessão trash, e a Band também, apresentada pelo Zé do Caixão, antes disso, José Mojica Marins, praticamente, já era cult na Europa e Estados Unidos,  The Coffin Joe, mais um triste exemplo do reconhecimento que chegou primeiro fora do nosso país. A maioria dos canais abertos já teve, ou tentou ter, uma sessão trash, principalmente, fora do horário nobre. Esta foto do post, baseada no filme: "As Aventuras De Pi", ficou engraçada, lembrou aquele meme: "Quase consegui" ; "Cheguei Perto".  Parece uma versão caseira com orçamento muito limitado, mas poderia ter sido melhor. Com o Photoshop, ou outro programa genérico, teria sido possível colocar um fundo fantástico na foto. O tigre que aparece no filme, na versão original, à esquerda, é digital, por motivos de segurança, o tigre real só aparece nas cenas nas quais ele está sozinho, ou seja, o tigre que aparece na foto da esquerda, extraída do filme,  e o fundo são efeitos especiais, computação gráfica e chroma key, o fundo, originalmente, era uma tela azul, que também poderia ser verde. A técnica do chroma key é antiga, o que evoluiu muito, foi a computação gráfica. Desde o cavaleiro do vitral, que é considerado o primeiro personagem criado em computação gráfica, do filme: "Enigma da Pirâmide", 1985, até hoje, a evolução da computação gráfica é inacreditável, só com essa evolução foi possível adaptar histórias de livros com um grau de "realidade" que os autores julgariam aceitável. Na versão caseira da foto do filme: As Aventuras De Pi, o orçamento foi curto, como as calças do Pi genérico, mas a atuação ou pose compensou, o olhar destemido para a imensidão do mar, ficou ótimo, o turbante de camisa ficou bom, bem improvisado. A "interpretação" do gato (ou gata) está perfeita, muito natural (quem não tem tigre, caça com gato). "Naufragar" em casa é muito mais seguro do que no mar. Se fosse para a adivinhar o nome do filme, ninguém erraria a essa. Cenas famosas de filmes recriadas em versão caseira, são sempre uma homenagem, sejam filmadas ou em fotos. Para quem quiser utilizar os efeitos especias de última geração, desde que não seja para fins comerciais, a Pixar (famoso estúdio de animação digital, pertencente à Disney) liberou o uso grátis do software Renderman (software de VFX, Efeitos visuais). Esse lendário programa de renderização quase "trintão", a primeira versão surgiu há 27 anos, foi usado nos filmes: Wall-E; Star Wars; Senhor Dos Anéis Toy-Story, entre outros. Por que a Pixar está disponibilizando gratuitamente o download da licença e do programa?.  A ideia é que a fama do mítico software aumente ainda mais entre os animadores e a indústria de cinema, além de conhecido por quem fica curioso para saber que software é utilizado, ou seja, os curiosos e fãs de animação 3D  de hoje, que serão os profissionais de animação de amanhã. Para qualquer pessoa que precise fazer uso comercial do software, basta licenciar o programa, pagando US$ 495, com uma renovação anual de US$ 200. Ele é um programa de renderização,  que deve ser usado conjuntamente com outro software de modelagem, renderização, entre eles: Katana; Maya; etc. Se você pensava que só poderia usar o fantástico Renderman em conjunto com outro software pago, há uma ótima notícia, o software Blender é gratuito, de código aberto, utilizado por grandes estúdios de animação e profissionais da área de computação gráfica, animação,  games. A vontade é baixar esses dois fantásticos e gratuitos softwares, para produzir filmes e animações impressionantes, com efeitos especiais de cair o queixo, mas, antes disso acontecer, muitos tutoriais deverão ser lidos e assistidos, muitos mesmo, dominar as ferramentas dos programas, o idioma inglês é fundamental (embora possa haver a tradução de legenda do vídeo no Youtube), há ótimos tutorias em inglês, além disso, há a necessidade de ter conhecimentos prévios, estes são importantíssimos, claro, um computador possante. As comunidades na internet, e os tutorias no Youtube têm sempre tutorias que vão desde o iniciante até o avançado, dicas e truques. A produtora Rhythm and Hues, responsável pelos efeitos especiais do filme: "As Aventuras de Pi", levou um Oscar, na época, mas também pediu falência. Na época, 2013, a alta competitividade, até concorrência desleal, fez as produtoras brigarem para ver quem oferecia o menor orçamento: "queima de estoque de efeitos visuais" "pague um efeito e leve dois". Os efeitos especiais, e os magos da computação gráfica serão sempre necessários. Resta-lhes decidir se querem continuar magos ou se transformarem em "escravos de mão de obra digitalizada ou de efeitos especias".