Ah!: O Elemento Surpresa

É no ensino médio, geralmente, que somos apresentados à famosa tabela periódica. Metais, não-metais, gases nobres, número e massa atômicos, etc. Dimitri Ivanovich Mendeleev, professor da universidade de São Petersburgo, criou as bases da tabela periódica que foi aperfeiçoada, ao longo do tempo, e recebeu novos elementos químicos, descobertos posteriormente.

Hoje, é fácil encontrar uma variedade de tabelas periódicas na internet, que vão desde as interativas até as 3-D, animadas. Claro, aplicativos para celular ensinando a interpretá-la e utilizá-la.

Antes da internet, era comum os cursinhos distribuírem tabelas periódicas com propaganda, assim como folders de fórmulas de matemática. Devido a raridade, era importante ter uma tabela periódica guardada, principalmente, para quem pretendia prestar o vestibular.

As escolas de inglês costumavam fazer propaganda, distribuindo as letras traduzidas de bandas ou vocalistas que faziam sucesso no momento. Para quem gostava de aprender o idioma inglês, eu gostava muito, era muito interessante, independente do estilo musical, dava para aprender gírias, expressões idiomáticas. Depois da internet, basta pesquisar no Google: “letras traduzidas” para acessar a letra, tradução e ver o clip da música. 

O assunto é tabela periódica, há novidades, fora o Ah!, elemento surpresa do post. Recentemente, a sétima fila da tabela periódica foi completada por quatro novos elementos químicos que foram sintetizados (produzidos artificialmente através de aceleradores de partículas) por um consórcio russo-americano e por japoneses.

Os japoneses ganharam o direito de nomear o novo elemento químico de número atômico 113.  Os de número atômicos: 115, 117, e 118 foram batizados pelo consórcio russo-americano.

A descoberta e o direito de batizar os novos átomos foram confirmados pela IUPAP (União Internacional de Física Pura e Aplicada).

Em 08/06/2016, os seguintes nomes foram sugeridos e recomendados pela IUPAP: nihônio (elemento 113); moscóvio (elemento 115); tennessino (elemento 117); oganessono (elemento 118).

Explicação, simplificada, dos nomes sugeridos, que se tornam, praticamente, definitivos.

nihônio, (Nh) Nihon (uma as formas de se dizer: terra do sol nascente em japonês);

moscóvio (Mc) (faz referência à capital Russa, Moscou);

tennessino (Ts) (homenagem ao Tennessee, estado norte-americano);

oganessono (Og) ( homenagem a Yuri Oganessian, novos elementos foram descobertos sob sua coordenação, também é da autoria dele, entre outros, a hipótese da ilha de estabilidade).

Pelo menos, no humor, criaram um novo elemento químico que não será reconhecido pela IUAP. O elemento surpresa: Ah! Aproveitando a ideia, uma tabela periódica das interjeições poderia ser criada: Oh!; Ó!; Ô!; Psiu!; Hum; Ai!; Bis!; Puxa! O critério para tabela podia ser as emoções e sentimentos.

Se você não estudou para a prova de química, no ensino médio ou vestibular, sua nota não será nenhuma surpresa: Xi...